sexta-feira, 18 de dezembro de 2009


Facilitador de troca
Na antiguidade a maioria dos produtos eram comercializado através de troca troca entretanto começou a perceber que algumas mercadorias apresentavam maior valor que outras, seu Alaor queria por que queria trocar três caroços de feijões por uma vaca . Matusalém que não era bobo nem nada aborrecido disse que não, der repente começaram a trocar tapa em pleno mercado os dois foram parar na cadeia, o rei soube da estoria pelos jornais da aldeia logo fez um decreto me criando, foi assim que eu nasci. Você ainda não sabe quem eu sou? Sou a única coisa que é suja, passa de mão em mão, não tem cheiro, leva sempre a discórdia ainda assim sou amado por todos, alguns dizem que eu não trago felicidade os que falam isso já estão de bolsos cheio. Para você que não sabe quem eu sou eu me apresento, sou o dinheiro sabe, bufunfa, maney grana. Já rodei o mundo inteiro conheço varias línguas sou um simbolo global, já fui até música de rock... eu estou sempre nas rodinhas do poder, nas festas regadas a champanhe e caviar, eu estou nos buracos mas sujos do sub- mundo das noites de sexta, nos produtos ,no consumo geral, na igreja. Bendita sacolinha! kkkkkkkkkkk
Não há um ser humano que não me deseja, quem disser o contrário é um mentiroso hipócrita, um dia fui parar na mão de um tal de Judas, lá estavam mas vinte nove irmãs minha, quando ele estava subindo o monte com uns homens estranho. Iam prender um tal Jesus de Nazaré ,eu via tanta ganância nos seus olhos que ele tropeçou em suas próprias pernas deixando a sacola cair ,der repente ela se abriu eu nunca mas voltei a ver minhas irmãs, em seguida um camponês que passava por ali me viu brilhando perto de algumas rochas só não gostei que ele me colocou na boca e me mordeu. Naquela tarde voltei para um armazém perto do templo de Jerusalém, aquele homem alimentou sua família com pães isso só porque me encontrou na rocha, com o tempo fui sendo modificada, quadrada ,redonda com um buraco no meio.
Eu compro tudo ,compro o homem, compra felicidade, compra amizade,compro o juiz, presidente da república,compro amor ,lealdade todo ser humano sem exerção tem um preço ,alguns se vendem por qualquer trocado outros são mas dificeis daí eu aumento a oferta que logo logo estarão comendo na minha mão. Também conheço varias personalidades que matariam a própria mãe para ficar comigo, vi um filme quando estava perdida no escuro do cinema, alguém deve ter deixado eu cair do bolso. Bom, a estoria do filme é o seguinte... O cara comprava tudo o que queria mandava e desmandava ,um belo dia foi comer pastel numa lanchonete da esquina perto da onde ele trabalhava daí viu uma garota muito linda que servia as mesas e se apaixonou pela bunda dela queria por que queria comprar aquela bunda, passou a frequentar o lugar todos os dias ,fez a oferta. Ela chorou dizendo que se ele não tivesse feito aquela proposta ela seria dele mas achou um absurdo aquilo. (grito grito o chamando de canalha pervertido) daí os anos se passaram e ele continuou comprando tudo mas aquela bunda lhe perturbava pois ele não tinha , numa bela sexta feira a garota voltou desesperada que estava na pior e perguntou quanto ele daria pela bunda então ele caiu de joelhos chorando e disse... eu te dou tudo que tenho .Então finalmente ele comprou aquela tão sonhada bunda.
Não adianta se esconder atrais de discursos e palavras bonitas vocês passam a vida toda estudando, roubando, matando para me obter querem casa boa carro importado todo tipo de conforto que só eu, o dinheiro, posso lhe proporcionar. O negócio do homem, sua paixão e grana grana grana eu, eu, eu, quando não me tem é roubar roubar e roubar, matar matar matar trapacear trapacear trapacear... que saudades de Marx .kkkkkkkkkkk
Até você que acabou de ler tem seu preço.

sábado, 28 de novembro de 2009


A viagem

2000,no elevador saindo da redação Eddy encontra um dos seus personagens,histérico ele grita:.. Não se lembra de mim? Vocês autores são assim mesmo ganham dinheiro,fama e depois nos joga no fundo de uma gaveta imunda cheia de baratas.
Com uma faca ele faz ameaças:..
Se não souber meu nome, vamos diga canalha!
Como vou me lembrar ?
Estou te procurando a muito tempo,não terminou minha historia, simplesmente me abandonou no capitulo 18 .
Claro me lembro , você é o Miro, abaixe esta faca agora vamos conversar,o público não se interessou por Bang Bang tempos modernos, e os editores cancelaram a edição não tive culpa.
Não vou abaixar nada, quero a continuação de qualquer maneira, ande tire essa caneta do bolso e comece a escrever, só assim terei paz por algum tempo, não notou estou morrendo, preciso de uma sobre vida, não precisa me dar um final feliz apenas me deve isso.
Fantasia acorde ,o que faz deitado neste elevador? Já está bêbado de novo? Vai ter que voltar para a clínica.
Fantasia não parava de tentar compreender o que tinha acontecido ali, se lembrou de Miro voltou para a clínica e lá escreveu o numero 19 e 20 de Bang Bang tempos modernos com grande aceitação popular.
1980. Em sua cama olhando para o teto de casa nele refletia a palavra infância:.. Eddy, Eddy meu filho, acorde..olha o que a mamãe trouxe para você, se não quiser ir a aula hoje por mim tudo bem, pode ficar na cama dormindo mas um pouco eu deixo.
Obrigado mamãe, adorei a fantasia prometo usar pelo resto da minha vida. Adoro a mamãe ela sempre me deixa fazer o que quero.
As vezes uma mudança de curso pode nos desviar por uma vida inteira...
Nossa como esta quente aqui ! O céu está azul, posso ver tudo da janela, os que estão lá fora nem imaginam o que os fantasmas fazem comigo... Não acredita ? Pergunte para a mamãe onde estou internado.
As vozes vivem a me atormentar:.. escreva isso escreva aquilo...
O homem não toma jeito.
Jeito de que? Só por hoje me deixem em paz, não quero escrever nada.
Não podemos parar agora.
Eu escrevendo alguma coisa, vocês acham que alguém vai ler?
Você escreve aqui outros escrevem ali não podemos ficar calados.
Porque não procuram os grandes escritores, porque logo eu ?
Os grandes já sentaram a bunda numa poltrona confortável já estão cheios de dinheiro não ligam mas para as grandes idéias, só cumprem contratos. Escrevem pensando em prêmios e troféus , procuramos jovens cheio de idealismos assim como você.
Mas eu só queria ser normal ter muitos amigos poder ir ao parque, namorar um pouco , jogar bola, andar descalço na chuva, deitar na areia da praia, ver o pôr do Sol ou quem sabe olhar as estrelas brilhando no céu, descansar desta arte que me incomoda, veja vocês onde vim parar ,não tenho paz..
Não chore Fantasia, você só está um pouco cansado, apenas escreva o que eu vou ditar no seu ouvido... a arte é tudo lembre se da peneira aquela da qual o menino não entendia...
Não consigo me lembrar! Fantasma clareia a minha mente.
Lembre-se de uma vez quando criança ele sentara em uma duna amarela a beira mar num dia azul e quente de verão...
Estou me lembrando .
Então ele tentava encher uma peneira com areia, porque um de seus primos cruel lhe dissera :..encha esta peneira que eu lhe dou uma moeda de dez centavos! E quanto mais rápido ele desejava,mais rápido a areia passava pela peneira suado pelo calor. Suas mãos estavam cansadas, a areia fervia, a peneira estava vazia sentado ali, em pleno mês de Janeiro, em total silêncio, sentiu as lágrimas escorrendo pela face...
O nome deste menino era Montag.
Segure com firmeza os problemas se não será sempre o garoto da peneira sentado nas dunas sem absolver nada, o mundo foi feito para os fortes, só os fortes podem permanecer, lute sempre contra suas fraquezas, agora apenas escreva...
1984,eu estava solitário, frágil e sem direção vagava pela noite a dentro, olhava o brilho das estrelas, as ruas estavam ficando vazias, era Fevereiro ,bem no fim do Carnaval alguns bêbados dormindo nas calçadas, pessoas tirando a fantasia ,a alegria de quatro dias foram passageiras... Então escutei alguém me chamar com uma voz doce e suave:.. Eddy!
Me virei vi uma mulher muito bonita ,devia ter uns trinta anos cabelos castanhos tocando no ombro corpo cheirando a pecado ! perguntei o que ela queria, logo me respondeu sorrindo: Sou Anabel, pensei:.. meu Deus que lábios !Então deixei ela continuar:..
Comprei seu livro poderia me dar seu autógrafo?
Foi então que respondi ao balançar a cabeça: Me desculpe querida Anabel não gosto de dar autógrafos, detesto esse tipo de coisa, não sou nada além de um escritor, mas agradeço por adquirir meu livro, gostou das minhas histórias?
Não gosto de livros, comprei o seu gostaria de te conhecer, estava lhe seguindo pois sou louca por ti Eddy querido faria qualquer coisa por uma noite de prazer ao seu lado.
Logo lhe disse brincando:... faria qualquer coisa mesmo? Então me apresenta para a morte.
Ela respondeu com um tom irónico:.. a morte eu não conheço, mas posso te levar para as profundezas do inferno .Siga-me que eu te mostro, então eu resolvi seguir aquela mulher e descendo, descendo,amando e amando, entrei numa igreja ouvi o sermão do padre diante de uma plateia sedenta que aplaudia e chorava disse sim, lá foram meses, anos, então foi que eu percebi que estava casado triste condenado fudido e mal pago.
1990 .Como disse uma vez John Lennon... ''tudo é sexo e sem sexo não há amor'' Só me dei conta disso quando fazia cooper por uma estrada vazia me sentir solitário e triste vendo que ambas as partes tinham perdido a vontade de se tocar, a cama era um lugar frio e sombrio parecíamos dois estranhos que nunca se viram na vida havia apenas um papel velho e amarelado pelo tempo com duas assinaturas , os filhos crescidos, as flores do inicio não tinha cheiro nem cor estavam secas e mortas, a comida posta sobre a mesa comia-mos com ódio no olhar a única palavra dita nestes anos era:.. Por favor passe o sal. Até a canção do Roberto não se escutava mais, haviam se acabado todas as serenatas, para minha felicidade numa sexta feira 8 de Abril ao chegar em casa depois do meu cooper matinal vi que a casa estava vazia, ela tinha me deixado só com a roupa do corpo foi embora. Pensam que fiquei triste ? Dei uma risada e gritei:.. Estou livre desta instituição falidaaaa!

trecho da areia tirado do Fahrenheit 451, Bradbury

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Spam


Spam...
Derrepente algo inexplicavel aconteceu. Enquanto caminhava nas linhas negras de um papel em branco com pauta ,nelas ainda não tinha deixado minha marca quando encontrei comigo mesmo a uns quinze anos atras, mas como poderia isso acontecer?
Opa, eu acho que te conheço!
O que voce quer estranho entrando na minha frente? saia do meu caminho estou atrasado, não gosto de papo com quem eu não conheço.
Nossa como voce é bonito, esse semblante jovem ! Que bom sentir essa rebeldia de novo, agora sei quem voce é.
Está me confundindo? Você é louco? Nunca te vi mais gordo, por favor eu tenho que ir...
Me dá apenas dois minutos do seu tempo, não perca essa oportunidade, sua mãe chama-se Vilma, tem mas cinco irmãos Pedro ,Tiago, Saulo, Vera e Leonardo.
Está enganado, tenho apenas quatro irmãos.
Não, não estou!
Não totalmente, é que o quinto ainda vai nascer, vai se chamar Leonardo...
Está bom seu maluco, tenho que ir agora..
Sei para onde você está indo, vai trabalhar na banca de revistas do Seu Ildo, carregar jornais nas costas não é muito bom, devia estar estudando...
Quem te contou essas coisas? Você é vidente? O que tem com a minha vida, devia cuidar da sua seu velho maltrapilho...
Nao, não sou vidente sou você a uns quinze anos atras, acredite, será um escritor , claro que até os dias de futuro ainda não publicou seu livro...
Ha,ha há há há escritor! Pára com isso, nunca gostei de escrever nada meu negócio é sair para me divertir, jogar cartas, sinuca e futebol, imagine eu perdendo tempo com isso?
Terá uma mulher linda que vai te ajudar em tudo, seu filho nascerá daqui a uns dez anos..
Cara cuidado com o que diz, se a Daniele minha namorada escutar isso ela me mata, alem do mas nem gosto de crianças.
A Daniele sumirá no tempo e nem se lembrará de você, será como fumaça na sua vida...
Está bem seu doido varrido, em que ano estamos? Qual o lugar? Tempo é movimento?
Estamos em 1989, o lugar é Brasilia..
Está vendo como você é doido? O ano pode ser 89 mas estamos no Rio de Janeiro.
Está enganado, olhe ao redor ,tem um pintor colorindo as suas páginas da vida, Brasilia, não está vendo a pintura no desenho da Catedral ,os Ministerios?
Você é totalmente louco, estou pisando nas areias brancas de Ipanena....
Esse é o tempo em movimento, só que ainda não foi escrito por você, suba as escadas ,pegue uma caneta e vai escrever, daí saberá onde realmente se encontra agora..
Está chovendo? Mas como pode papel picado, estou ficando louco?
Não você não está louco, nesses papéis picados contém as letras, será bombardiado por informações, algumas não tão boas.
Como pode, livros caindo do ceu?
Ande se esconda agora...
Eu gostaria de colocar as minhas mãos em um exemplar destes..
Pode pegar, todos livros serão devorados por você
deve haver uma explicação para tudo isso.
Junte-se ao seu irmão Saulo ,do quarto dele sairá o nescessário para que aprenda ...
Bom, eu te prometi um exemplar, começe por este O Apanhador no campo de Centeio...
Mas quem é Salinger?
Você saberá, apenas leia e se divirta, tenho que partir agora, estou tentando enchergar mas além minha visão ainda esta embaçada.
Então naquela tarde subir cada degrau até pode chegar ao ano de 2oo9, sei que tenho que aprender muita coisa ainda, mas já consigo ver alguns flexes de luz a frente.
Março de 1977 duas horas da madrugada de sábado escuta-se um gritos, derrepente choros...
Pedro, nosso filho nasceu não é lindo?
Parece o papai, tem os olhos da mamãe...
Qual nome daremos a ele?
Eu pensei no nome triste...
Triste e bonito, que tal Ravengar?
Não, tem que ser um nome brasileiro.
Nossa como você ama esse país Deus me livre...
Já sei! Bisuíto. Não , não tem cara de Bisuito..
que tal Eddy Fantasia?
Derrepente o espanto seguido de uma pergunta em conjunto.
Quem é voce, como entrou aqui? Eu sou o senhor do espelho, vi que estavam na dúvida resolvi ajudar, não fiquem com medo de mim sou apenas aquilo que o seu filho buscará no futuro, eu me chamo Inspiração.Bom... estou dando apenas uma opinião sobre o nome que deveriam dar a ele, o que eu vim trazer aqui foi um presente que sempre trago para as crianças recén nascidas, imaginação esse é o meu presente, claro que não poderia deixar de lhe dar algo que eu acho bastante enssencial, um exemplar de Monteiro Lobato, toda criança tem que ter imaginação mas precisa de um encentivo.
Desculpe Senhor Inspiração, mas meu filho acabou de nascer, ainda vai demorar para ele começar a ler e entender.
Vou te falar uma coisa bem simples, é de pequeno que se começa. Agora tenho que ir até o quarto ao lado, tem outra criança me esperando.
A mãe com lágrimas nos olhos agradece, enquanto o Senhor Inspiração saia pela porta... Deixa eu pegar o Eddy no colo um pouquinho.Eddy Fantasia... gostei deste nome.
2036 em plena era avançada pela tecnologia com carros voadores e robôs programados sem amor, paixão, entre guerras religiosas, sem o verde das matas e muitas pessoas escravisadas nas jornadas de trabalho, fumaça ,fogo não consigo ter daqui uma visão clara de onde Eddy Fantasia estaria neste momento, apenas posso ler algo que ele escreveu a alguns anos atrás que é de suma importância para a humanidade.. venho até este computador para deixar algo que eu acho importante para vocês meus caro irmãos assumo minha culpa por este mundo caótico sujo e cheio de doenças, um mundo onde as crianças já não são tão crianças, bom tudo isso nasceu porque o que eu achei que fiz muito mas na verdade o muito se tornou pouco, o meu único refúgio foi as montanhas geladas do Imalaia ,não aguentei toda essa fumaça e as chuvas ácidas ,poderia ter lutado mas preferi fugir. Sempre guardo comigo uma frase:.. - ''Até onde você está disposto a morrer por aquilo em que acredita.?'' Hoje tenho apenas braços e pernas cansadas, meu coração já sem bater corretamente ,sinto dores terríveis talvez posso estar morto daqui a algumas horas ,mas deixo meu legado de amor por este mundo no qual... Tem alguns robôs subindo aqui, adeus, adeus ade...zzzzzzzzzz
1818 ouvia-se apenas o assubiar do vento e um pontinho negro ao loge como numa melodia triste de Enio Morriconi mas não um cowboy e sim Eddy Fantasia montado num cavalo puro sangue preto, estava ele cheio de sede só queria um pouco de água para matar aquela sede que lhe conssumia por semanas, não tinha a menor noção do porquê estava alí, apenas sabia ele que estava alí... não pensava em Deus ou na morte não sabia o que era . Era como um animal ou um vegetal e continuou a cavalgar até que o seu cavalo desmoronou babando de sede . Pronto, agora estaria sozinho de vez ,mas avistou um poço derrepente abriu um sorriso amarelado correu correu, chegando finalmente. Pôde jogar a caçarola dentro para tirar um pouco daquela água, enquanto ele puxava lembrava que por pouco o seu único amigo não se salvou, não sabia onde tinha adiquirido aquele cavalo mas sentia algo especial por ele, ali na beirada daquele poço no meio do nada eterno Eddy Fantasia bebia aquela água que também não sabia de onde vinha ,quem havia cavado aquele poço, só queria matar a sede, também não entendia o do porque sentir sede, mas tarde olhou para cima e viu algumas luzes reluzentes, era o céu estrelado sem ter noção, achou bonito e adimirou contente, também não tinha noção de que aquilo tudo o cair da tarde ,luzes e estrelas . Apenas ficou contente mesmo sem saber de que estava contente sentimento bastante nobre, também não sabia ele o que significava nobreza...sem questionar viu o nascer de um novo dia,Eddy andou e andou sempre para frente até sumir no meio do nada eterno....também não tinha noção de que aquilo tudo apenas vinha de um autor desalmado que estava sozinho em casa e que aquele homem apenas escrevia pois naquele momento se sentia solitário a 1 da madrugada...
Corta! Muito bem pessoal essa tomada ficou otima, vocês da equipe de limpeza tire esse cavalo daqui, Firmino Andres estava bem demais no papel de Eddy Fantasia, anda gente limpe tudo ,tenho ainda seis tomadas para fazer, cadê a equipe de maquiagem ? Rápido gente estou perdendo o sol.
1953... 3 horas da tarde sentado na poltrona...
Como é que começou? Como entrou nisso? Porque escreve?
Apenas não sou como os outros! Entrei pois achei que tinha algum talento, daí ser considerado o pior escritor do mundo que lançou o livro e só vendeu para a família, não ligo! O título até que gostei, pelo menos fui capa de uma grande revista nacional, as pessoas tem que entender que escrever algo é muito prazeroso.
O que sua esposa achou disto tudo? Pois foi ela que colocou dinheiro no seu livro.
Minha esposa adora o que escrevo acha de grande valor, sempre me apoiou em tudo, sei que joguei algum dinheiro pela janela, mas já estou ganhado algum desta revista por direitos autorais, apareci na tv fui convidado para alguns programas, mas sinceramente não ligo....escritor bom é Ray Bradbury adorei Fahrenhait 451 meu livro também foi queimado só que como figurante só aparece de relançe. kkkkk
Depois que isso tudo passar vai continuar a escrever livros e publicar ? Teria coragem novamente?
Olha entenda não sou eu, vou te falar uma coisa sou levado a isso não sei como explicar apenas entenda, um escritor pode ser qualquer coisa na vida, pintor e escritor, medico e escritor ,operario e escritor ... Como eu lhe disse sou levado a isso, nada é tramado simplesmente escrevo. Agora quanto a publicar títulos não sei! Isso tudo depende do momento, sabe o estado de espirito aquela coisa de o universo conspirar a seu favor? toda essa baboseira que as pessoas inventam.
Bom gente ,o Progama Fracassados do ano está chegando ao fim mas semana que vem, teremos outros como Eddy Fantasia, pois o mundo está cheio de gentes sonhadoras como ele...
Boa noite Eddy ,e sorte da próxima vez, continue tentando quem sabe um dia...
Quero agradecer as poucas pessoas que estiveram em casa vendo esta entrevista pela TV, com certeza posso te falar, a maioria é burra... obrigado a você Gorete por ter tido paciência de me ouvir...
1987 o dia em que Eddy Fantasia morreu por quinse minutos depois de uma parada cardiaca, então sentiu a leveza, a paz tão esperada e o silêncio.....

Continua...

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

O poema da trepada

O poema da trepada
Trepa a mamãe com o papai juntos ou separados, esconde esconde dos filhos até não querer mais.
E quem não trepa? Chora no final da festa , trepa o vovô sonhando com Brigitte Bardot, nem nota seu tempo já passou,trepamos diante da televisão, vendo o Toni Ramos vestido de madame.
Trepamos na cama ,na chuva ,na fazenda, com a luz acesa apagada, trepamos com a empregada , trepamos com amor em pé no elevador, trepamos feito um animal irracional nas quatro noites de carnaval, aos olhos do desejo não é feio trepar, suar, se embriagar no perfume da vadia de rua, trepa o moralista, trepa o intelectual, trepa o cristão, , trepa o comunista socialista, trepa o anarquista trepa o republicano, trepa o democrata, trepa o pobre, trepa o miserável, trepa o rico deitado nos palacetes de Alí Babá, trepa o ladrão, trepa o cidadão decente ,o arrogante .
E quem não trepa? Chora no final da festa...
Trepa a Marcela debruçada na janela olhando os atletas de pernas grossas,trepa o tio com a tia na noite fria sentados na pia...
E quem não trepa? Chora no final da festa ...
Quem trepa com muitos é chamado de vadio, quem não trepa vive sentado no último banco da escola, trepando e trepando vamos nos multiplicando ano após anos, trepa o gato, trepa o rato, trepa a cadela, trepa o macaco, vale trepar sonhando ou acordado, homem com homem, mulher com mulher ou vice versa trepamos todos de uma vez, trepamos em três,sozinho com a mão, ou com o dedinho, trepamos na sala ,praia ,no corredor em baixo da escada,trepamos no mato ,no banco de tras do carro. E quem não trepa? Chora no final da festa.....
Uma homenagem ao grande artista plástico Delei e o seu livro . Poema Trepada ....

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Jose Moribundo

Jose Moribundo
Casinha de lona, coberta com papelão, ali se esconde Jose morimbundo, sentado com seus olhos amarelados, pobre sozinho desgraçado, invisivel nem existe para a maioria que passa, pensamentos distantes,
ninguem liga,niguem nota, mas Jose Moribundo é gente
outro dia choveu e Jose Moribundo correu para baixo de um bloco de concreto perto da padaria do Umberto que logo pegou o telefone e ligou para os homens da lei, o policial lhe disse esbravejando:.. aqui voce não pode ficar, como é o seu nome? Jose Moribundo entao lhe respondeu, tentou argumentar mas com tapas na cara nem deu para começar então depois que foi liberado Jose Moribundo caminhou algumas horas debaixo de chuva, tentou se juntar com outros como ele mas aqui neste lugar nem deu para ficar, passou a noite caminhando, quando derrepente resolveu cantar e cantou até a garganta não mas aguentar,
assim sou eu Jose Moribundo apontado jogado feio cabeludo,corcundo, sem vida levo nome de vagabundo
triste sem destino, sozinho, amadiçoado não tem pai nem mãe sem carteira de indentidade,gosto de uma cana que me faz viajar brincar de ser Doutor, mas quantas noites dormi jogado bêbado para fora do bar , ninguem liga, ninguem nota sou Jose Moribundo....

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Cronica de um brasileiro desesperado 6

Cronica de um brasileiro desesperado 6
Eu sou a bala disparada da arma de algum fulano sem rosto, carrego apenas o gosto amargo e muita dor, minha direção é incerta, estou numa velocidade incrivel cruzo a rua não acertei a Janaina que carrega sua menina de três anos no colo tem um poste passei de raspão, cruzei a avenida três estou perdida,enquanto sigo em frente vejo muita gente algumas no chão outras correndo ,passo em dispara pela faixa de pedestre não acertei o Pedrinho o Juquinha nem o seu Belarmino que foi comprar pão, derrepente vejo outras balas como eu. Quem vai morrer primeiro Bruno Jose ou o Pedro? Infelismente não posso contar meu segredo,tem um vovô marcando toca na sacada de um prédio grito:...sai da frente seu velho rabujento!
Por alguns segundos parece me ouvir, se abaixa para pegar um pano de chão, acerto o vidro dou boa noite pra tia que assiste tv na sala, saindo pelo teto a vista é linda vejo um mar imenso tô louca para mergulhar mas eu nasci para matar então o único lugar que eu fui descansar foi na nas costas do Jose de Alencar, estava no momento errado na hora errada ainda tentei gritar, agora ele não vai mas andar! Mas amanhã veremos uma pergunta comum, quem disparou? Policia ou bandido? caso arquivado....

domingo, 27 de setembro de 2009

Crônica do trabalhador

Crônica do trabalhador
Declaração universal dos direitos do homem, ART.XXIII-1 . Todo homem tem direito ao trabalho, a livre escolha de emprego. Acho eu que nenhum homem do governo nunca leu. Todo homem que trabalha tem direito a remuneração justa e satisfatória , que lhe assegure, assim como sua familia uma existência compatível com a dignidade humana, e a que se acrecentarão, se necessário, outros meios de proteção social. Acho eu que nem um homem do governo nunca leu, assim nem o patrão e nem eu.
Seçao 23, um dia qualquer na vida de dois operários... enquanto se trabalha se converça.
Marcão o que eu faço? To querendo deixar a Francisca.
Então Marcão pegunta só por peguntar achando que aquele papo não ia muito longe, pois já era a terceira vez que ele tocava no mesmo assunto:.. O que ela te fez?
Viny passa a mão na cabeça então responde ao companheiro:.. a infeliz ta ligando direto no meu celular, toda noite ela pertuba tenho inventado desculpas demais para a Alessandra, não aguento isso. Minha mulher não é besta está começando a desconfiar . Se descobre que estou pulando a cerca tô enrolado.. Marcão logo penssa : ... Essa converça está ficando longa demais, de repente cai no erro de responder por achar que o papo acabaria ali:.. Tu se meteu numa sinuca de bico meu chapa, mas Viny continua, e faz outra pergunta:.. O que isso que dizer ?
Burro, burro, pensa marcão! Porque eu tinha que abrir a minha boca outra vez? Mas vou acabar com essa converça agora,só existe uma solução pro teu problema,bater um papo reto, acho eu que agora ele entendeu. Por alguns segundos Viny ficou em silencio. Daí veio outra pergunta. O que isso que diser?
Que saco! Pensou Marcão respondendo já com raiva:.. contar a verdade!
Tá maluco! Minha mulher não me perdoaria, se ela pelo menos sonhar com isso toma tudo que tenho, me deixa só de cuecas.
Então o negócio é dinheiro?
Isso também,trabalhei muito nessa vida pra conseguir as coisas. Enquanto Viny falava e falava Marcão pensava:... passar a vida ao lado de quem não se gosta só por causa de bens dinheiro e burrice, então resolve dar solução pro caso do companheiro:...olha mano, teu problema é grave. Mas Viny não deixa ele terminar de falar:... Tu não sabe da maior, ate já levei a Francisca pra dormir la em casa, coloquei ela na minha cama, minha mulher fazendo plantão no Hospital enquanto eu namorava.
Cara tu deu mole, não se leva amante pra casa. Agora ela sabe teu endereço, e não é só isso algum vizinho pode ter visto você entrando.
Já falei com a Francisca pra a gente dá um tempo, dei tudo pra ela agora quer me ferrar,expliquei que a patroa tá desconfiada, sabe o que ela me disse ? Fez o serviço se lambuzou todo agora que dar no pé , de jeito nenhum. Marcão apenas balança a cabeça fazendo gestos negativos. Viny continua falando sem parar:.. ontem ela me ligou, primeiro eu disse que não ia ao seu encontro, depois o desejo falou mas alto, inventei uma desculpa qualquer pra Alessandra peguei meu carro e fui até o guará na casa dela.
Porque tu não faz o seguinte já que você gosta dela, continua com as duas. só acha um jeito de equilibrar as coisas, pede para a Francisca parar de te ligar, ou melhor ainda joga esse celular no mato. Deixa tudo como está. Mulher casa, amante motel ,daí tudo se equilibra. É simples pra que complicar? Você já está acustumado com essa vida, se largar uma vai ser chantagiado, se a outra souber você perde tudo, mesmo que sua mulher nunca venha saber tu já acustumou com essa vida de aventuras se largar a amante vai ter que arrumar outra, o cara quando come fora não se acustuma mas com o arroz e feijão de casa .
Viny vibra com as palavra do companheiro: Marcão tu é demais!!!
Regras de segurança no trabalho.... a distração é um dos maiores fatores de acidentes, trabalhe com atenção a fábrica é um lugar de trabalho. Deixe o papo pra horas de folga.
Regras para o patrão, dar equipamentos em bom estado de concervação para previnir possíveis acidentes, salário digno e em dia.
Regras para o governo, diminuir impostos para que o patrão possa melhorar os equipapamentos e assim poder dar ao cidadão um salário digno conforme o tipo da profição.
Regras, regras, quebra o governo, quebra o patrão , também quebra o cidadão .

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Cronica de um brasileiro desesperado 5

Cronica de um brasileiro desesperado 5
Espere um pouquinho seu pai já esta terminando de coisar com a sua mãe gritou o senhor tempo. Quando eu contar até cinco e der o primeiro tiro daí vocês podem dar a largada para essa corrida, calma pequenos vocês estão muito anciosos vou comerçar a contagem.... 5, 4, 3,2,1, está valendo.....lá se foram os pobres girinos a procura da luz, correram e correram em busca do tão cobiçado prêmio. Infelizmente nesta corrida de hoje só um saiu vencedor outros nem conseguiram, ficaram pelo caminho mesmo. Daí vem outro obstáculo que vai durar mas nove meses isso se não vier a nascer de sete,e o pobre feto fica à espera dentro bolsa de água na barriga convivento com todo tipo de desejos escrabosos da tal genitora, alguns nem chegam a conhecer o mundo, são abortados logo no começo.É chegado o grande dia de conhecer o papai pela primeira vez se tiver sorte de seu pai não ser um bêbado vagabundo que nem no hospital colocou os pés, a espera do contato pessoal com a mamãe se assim podemos chamar... pois nem todas as mães são mães de verdade, pode acontecer de ser largado em alguma esquina da vida ou de ir parar numa casa de apoio para adoção.Finalmente o bebê tem pela primeira vez contato com a mamãe, ele olha para os olhinhos dela e vê que estão cheio de lágrimas e ternuras a mamãe chama-o pelo nome de Agenor. Nome herdado de seu bisavô emocionado ele suga o alimento e dorme chegando a sonhar com as batalhas já vencidas, quando derrepente acorda assustado com barulhos terríveis e muita confusão o ônibus que sua mamãe pegou acabou de ser assaltado e seu pobre papai chamado Zé Bedeu levou um tiro e morreu. Ele olha novamente para a mamãe que grita desesperada, o olhar já não é o mesmo agora é de horror, dor e sofrimento, como será sem o papai? Vida dura pois os avós, primos e tias não querem saber,com sorte consegue dar os primeiro passos mas logo é jogado numa creche, mamãe tem que trabalhar por uma mixaria que mal dá para comprar o leite e o pão de cada dia, Daí conhece outros como ele e vai vivendo de véspera e véspera descendo e subindo uma favela, como a mãe não teve tempo de educá-lo nunca viu um colégio na sua frente ,ele cresce no meio da miséria . Segue para o asfalto se deslumbra com as coisas que os bem nascidos tem, senti um mixto de frustração e ódio e aquilo vai crescendo no seu peito,vai sobrevivendo do jeito que dar para viver ás vezes virando o lixo fazendo pequenos furtos, dormindo em porta de igrejas bem ao lado da cruz que para ele não significa nada . Noites e manhãs de frio e chuvas até chegar a hora da morte quando se depara com um sorriso sem vergonha de um policial corrupto que puxa uma pistola e a sangue frio faz com que seus dias de véspera acabem ... dois tiros são suficientes mas não satisfeito ele dá mais três. Derrepente a rua enche de curiosos que sem saber de nada se tornam críticos especializados urubús com seus comentários maldosos , um rato jornalista de um jornaleco de quinta tira uma foto que vai estampar o rosto cravado de bala a maldade e a miseria nas bancas de revistas....

Crônica de um brasileiro desesperado 4

Crônica de um brasileiro desesperado. 4
Um dia lendo uma história do Tio Patinhas vi uma frase bem interessante que define bem o ser humano. '' Se o planeta fosse feito de ouro os homens lutariam por um punhado de barro''. Então montei meu texto em cima disto .Acho que em uma noite dessas qualquer Walt Disney sonhou com um país e esse era chamado de Brasil e criou seus personagens á imagem e semelhança , se assim podemos dizer.O Mickey Mouse é o mauriçola bem arrumado com seu carro importado , um belo cachorro e sua namorada ao lado.Tio Patinhas é o político corrúpto que engana o povo para obter seus votos ficando cada dia mais rico. Já o Donald , aquele pobre brasileiro que acorda cedo para trabalhar e sustentar seus três sobrinhos que sua irmã meretriz sumiu no mundo com um caminhoneiro qualquer. Quando chega o dia das eleições Tio Patinhas bate na porta do Donald pedindo seu voto com falsas promessas e mentiras, e o pobre analfabeto cai novamente na conversa.E o Zé Carioca é o típico brasileiro que quer levar vantagem em tudo fazendo parte do país do jeitinho.Exemplo: tem uma fila enorme, na malandragem ele entra na frente não se importando com quem chegou primeiro.O Pateta é o boca aberta, vive sorrindo porque pra ele não há problema tudo está bom , perfeito e maravilhoso. Mês que vem tem carnaval.Socorro , salve-me ! Não aguento mais ...

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Crônica de um brasileiro desesperado 3

Crônica de um brasileiro desesperado 3

Todo Domingo Carlão fica de plantão há esperar o jornal que logo em seguida voa pela janela, Marcia lê as noticias da novela mastigando um pedaço de pão dormido com manteiga e um café bem quentinho, Bruno do outro lado da cidade lê o caderno de esportes comendo cereais com leite,Lucas prefere economia e politica com dois pedaços de bolo no pratinho, ao contrário de todos eles está Pedro o jornal só serve para enrolar o peixe que ele vende na sua barraca de feira...
Juca de Castro sentado na beira da praia num belo dia de Sol contempla a beleza de céu azul que se mistura no horisonte com o esplendor de tanta água enquanto seus filhos brincam de fazer castelo na areia, ele não conhece Agemiro que mora a dois quarteirões dali, Agemiro lava o carro canta e assubia nem nota a mangueira aberta no chão, pois ele inocentimente está condenando o futuro dos dois filhos de Juca, Gilmar também não conhece Juca, mas já comprimentou seu visinho Agemiro,Gilmar faz a barba no seu belo banheiro enquanto a água é disperdiçada na pia, Gilmar provavelmente nunca vai saber que no Ceará tem um garoto chamado Toinho que vive no meio da Caatinga provavelmente se soubesse também não ligaria a mínima mas Toinho está lá a olhar seu pai desnutrido pela fome e sede enquanto cava um buraco, Seu Pedro pai de Toinho também não conhece a cidade não conhece Gilmar e nem Agemiro e também não imagina quanta água é gasta na cidade, pobre Seu Pedro olha para o céu com esperanca quem sabe amanhã a chuva não vem...

sábado, 15 de agosto de 2009

O Vegetal e a Divina Esperança



O Vegetal e a Divina Esperança
Deitado em seu quarto já havia se passado alguns anos da tragédia...
O vegetal sentia ainda um amargo profundo, ódio pela fragilidade do seu corpo, a passagem que o levou até aquele inferno lhe calsara dor não só a ele mas a sua familia.Preso naquela cama tinha sonhos terríveis.
Quanto tempo permaneceria assim? Tudo do qual acreditava tornou-se mentira sentimentos como amor, compaixão ou mesmo suas crenças havia deixado naquela trágica noite de quinta, acreditava que Deus o havia abandonado a própria sorte. Tem boca mas não podia comer, alimentava-se através de tubos, gritava mas niguém escutava . ..
-Irmão acorda não me sinto bem, ligue a luz, me abraçe ,espante essa melancolia do meu peito. Olhando fixamente para o teto. Continuou pensando:.. Como seria possivel? Tenho que acabar com tudo isso. Foram frações de segundos até conhecer as partes e os limites de seu corpo chegando as primeiras noções básicas da individualidade, porém descobri que tudo o que considerava como seu até então não lhe era próprio.Ousou desafiou venceu a morte, jamas venceria o tempo... ouviu passos naquele momento, era uma da madrugada quando o trinco da porta se moveu,sua mãe entrou no quarto, ligou a luz ,estava ela com um coberto nas mãos o cobriu dano-lhe um beijo na testa fazia carícias em seus cabelos, então pode enchergar o rosto da sua mãe. Estava ela muito triste parecia muitos anos envelhecida, o seu olhar contemplava o infinito como se a mente dela se perdesse no imaginário mundo das memórias... Antes de pegar no sono o vegetal viu quando sua mãe partiu fechando a porta desligando a luz....
O Vegetal e a Divina Esperanca...
O vegetal lembrou do divino Sol que espalha sua divina luz sob os quatro cantos da terra, sentiu o cheiro do orvalho pingando nas plantas, escultou o cantar dos passarinhos na sua janela, lembrou do mar das velas enfurnadas nas ondas, cardumes de peixes, as mãos fortes a puxar as redes carregadas de vida e esperança.
Pedro. A voz o chama bem baixinho quase a sussurrar.
-Acorde beba dessa água não morra de sede, coma um pouco do meu alimento sagrado, não morra de fome.
Então ele sorriu e respondeu : - Como morrer de fome? Se não sabe já estou morto.
- Voce clamou por mim então eu vim,posso te ajudar a cavar se tu assim permitir ainda tem alguém que habita em ti.
Só sei que tudo que eu acreditava virou mentira, -Olhe pra mim...
- Embora saibas que são mentiras coma , essas pequenas mentiras serão semeadas quando estiverem enterradas no solo duro das verdades, talvez a colheita ocorra um dia, ninguém tem o direito de te prometer isso,uma desconfiança deve surgir, procure nos quatro cantos de sua morada e encontrará pequenas sementes amargas e duras. São teus dias, durante eles deverás engolir tudo, pare de olhar para trás. Vejo que homens cavaram aqui, mas não vejo sua pegadas será que foram para longe? Estou avistando algo brilhoso no meio do caminho, será uma caixa cheia de riquesas?
-Você fala com sabedoria, mas o que serias tú já que esculto apenas sua voz ?
-Desculpe, eu não me apresentei ainda, eu sou a Divina Esperança. Pense comigo, tú serás um artesão de bronze, digo... te queres fazer um sino e preparou um candinho para o metal derretido mas ao entornar o metal incandescente o bronze se recusa a fluir protestando:.. Não quero ser um sino, quero ser uma espada. Como bronzista você ficaria muito aborrecido: Como esse metal é inpertinente.
-Mas o metal não pode escolher seu molde, ao fundidor cabe essa escolha.
-Não , o não dito suavemente teve um efeito tão arrepiante em Pedro.
- Você não pode se rebelar contra o caminho, tudo já foi escrito entendeu? Todas as coisas são partes do universo, o universo é a unidade de todas as coisas aceitando isso é aceitar a prova dessa unidade, vivo ou morto você é para sempre uma parte do sempre assim cuja as leis são simplesmente a lei da formação, quando uma vida chega é tempo, quando essa vida se vai é natural, também aceitar com traquilidade qualquer coisa que aconteça e colocar-se além da tristeza e da alegria é assim que você seguirá .
Pedro grita : - Mas como o mundo pode funcionar se fomos interamente passivos?
- Calma não grite, não suporto xiliques, o homem não compra o tempo porque a morte não vende, vamos garoto olhe ao redor veja as formigas correndo de um lado ao outro, estão a procura de dinheiro passam a vida enchendo os cofres para comprar coisas, veja vossas fraquezas ,isso chama-se humildade, não tem amor próprio vivem tancafiados em suas jaulas com ar condicionado não notam a beleza do dia. Estão todos cegos, acontece assim que cada um apressa em narrar suas histórias e ações em hostentar suas mentiras ,não possuem forças tanto do corpo e do espirito e por estas razões são invejosos e solitários se comparando dia a dia com a fraqueza de seus semelhantes, eu lhe dei algo que o diferencia deles, agora pare de choramingar.
- Como eu havia dito no inicio da história isso foi apenas um sonho, comecei a olhar as pessoas que iam e vinham de tanto olhar os sapatos tocando o solo, de-repente cochilei, mas as palavras da Divina Esperança ainda pertubam minha mente, bom eu interpretei a minha maneira, a única culpa de estarmos aqui é da natureza.Olhe para cima, 10 bilhões de anos luz de estrelas, verás a mesma coisa porque estamos aqui? Qual propósito nascemos? Dê-me três razões pra viver. Então cheguei a minha própria conclusão ,o ser humano é só em qualquer tempo, Deus disse uma vez ,faço o homem a minha imagem e semelhanca, Deus é um ser poderoso mas é muito solitário, por isso nos fez a sua imagem e semelhança .
-Bom, agora tenho que pegar meu ônibus...

sábado, 1 de agosto de 2009

O Vegetal e o tempo



O vegetal e o tempo...
A duzentos quilometros por hora... Isso foi apenas um sonho.
-Vamos cara, me dá essa cerveja aqui, quem é que manda? Sinta esse motor,eu sou demais...olha isso,nao tem pra ninguém,vou acelerar tudo...
- Cara estou ficando com medo.acho que bebemos muito.Cuidado tem um cachorro na pista !
- Caraca meu irmao, fudeu !
O vegetal...
Eu sou o tempo não ouse me desafiar, eu tenho barbas longas e feições ternas. Comemore ,a morte foi driblada , ela escolheu seu amigo, lembra? Não chore pois lágrimas não vão adiantar agora. Sou cruel com quem me desafia, agora está solitário nesta cama, na verdade você sempre foi solitário, mesmo quando achava... se bem, acompanhado por vários mentirosos que o cercava nas noites de quinta, eu sempre estava ali te observando, inalava o cheiro podre vindo dos corredores de hotéis baratos, entrelaçados em lençóis de baixa classe estava sempre com alguma mulher burra que só se preocupava com a cor dos sapatos vermelhos de salto comprado em algum brexó vagabundo.
-Vamos veja quantas noites sua mãe ficava acordada te esperando, agora ela está no quarto ao lado dormindo tranquila pela primeira vez na vida, vou te dar um alento nunca fiz isso por ninguém,tudo agora vai estar tranquilo, antes tinhas olhos mas nunca enchergou a beleza da vida,braços e desprezou em vez de abraça-la, basta sentir. Você agora é uma planta esperando a caridade alheia mas não se preocupe até que a morte venha vai ter sempre alguém com pena de você.
vegetal não adianta pedir misericórdia aos deuses eles não não podem te ouvir , apenas permaneça enterrado com suas lembranças que vão fazer você sofrer, sinta- se livre abra suas asas... ah! lembre-se que eu tenho barbas longas e feições ternas mas eu sou muito cruel, eu adoro os jovens pois eles estão sempre a me desafiar, grupinhos eu os adoro, vivem enchendo os hospitais e as cadeias. Quando a morte siplesmente vira as costas e vai embora, temos herarquias aqui. Eu estou sempre passeando nas ruas vejo a calamidade pensa que eu ligo? não estou nem ai pra vocês.Sofra, sinta dor, essa é a melhor parte....
Pensamentos do vegetal:..
Por favor peço misericórdia, mamãe me ajude, Deus me escute, eu quero morrer. Tempo vá, não me deixe aqui com esses fantasmas cheio de rancor e lembrancas.
-Isso, grite ninguém pode te ouvir.Pra você deitado nesta cama o relógio vai bem devagar.Lembra-se , eu sou aquele dos asilos ,o balanço das cadeiras dos velhos esquecidos pela morte,ou aquele que brinca com o amor dos amantes ,vou os torturando indo bem devagar fazendo com que eles esperem pela pessoa amada que nunca vem . A morte pode ser driblada mas o tempo jamais...

sexta-feira, 24 de julho de 2009

O amor e a poesia



O amor e a poesia ...
O sol escaldante e nem era verão, sexta feira ou talvez quinta de um dia qualquer se não me falhe a memória, o ano não sei esqueci.
Pernas, milhares delas apressadas, ou de vagar correndo não dá pra imaginar, centro da cidade um lugar barulhento ou de silêncio....podia ser qualquer lugar São Paulo ,Rio ou Brasilia, mas o que importa isso? Vou parar de enrrolar...
Lá estava Geovana linda quase morta, cabisbaixo não sei porque...
Anda garota levante essa cabeça olhe pra frente...pensava eu sentado num banco de praça, ou talvez no chão quem sabe eu estava em pé, o que importa isso...
Ela continuava a caminhar quase se arrastando, podia ver as pedras amarradas no seus pés,
Que dor podia estar aflingindo, sei lá talvez fosse tímida.....
Vindo na sua direção estava Pedro totalmente descontraído com um fone no ouvido, ele cantava alegremente sem se emportar com o que os outros podiam pensar ao seu respeito.
Presta atenção seu maluco, pensei comigo...es que de-repente o inesperado, ou destino talvez ,uma puta conhecidência ou melhor sorte, algo bem bacana aconteceu. Os dois se chocaram como numa batida de caminhão, para minha felicidade eu vi os olhinhos de Geovana brilhar ,que sorriso...
Pedro com vergonha tirou o fone do ouvido e começou a se desculpar ...
Sabe o que aconteceu depois disto? Se casaram tiveram três poesias lindas uma se chama Camila a outra Amanda e a terceira Carol, foi aí que aprendi que amor é algo como a poesia simples, olhe para frente ou para os lados ,aquilo que desejas está bem aí, ou alí quem sabe lá.... tchau......

domingo, 28 de junho de 2009

Borboletas



Borboletas
Ana Luiza, 23 anos ,linda,loura. Hoje é domingo pegou sua bicicleta desceu a escadinha montou, pedalou, respirou fundo ,não sei o que aconteceu .Sua bicicleta tombou , Ana Luiza se libertou, saiu do casulo, virou borboleta.
Pedro oliveira, no seu apartamento na Vieira Souta não parava de ouvir vozes que o mandavam pular,Pedro não aguentava mais aquela angustia que o dominava, abriu a janela e pulou. Pedro se libertou ,saiu do casulo, virou borboleta.
Hoje é sexta-feira na igreja Pentecostal . Carla , Mateus, Rodrigo, Rosali, Vera e o Pastor Martins cantam louvores, não sei porque , meia hora depois o teto desabou. Carla, Mateus, Rodrigo, Rosali, Vera e o Pastor Martins, todos se libertaram do casulo , de alguma maneira viraram borboletas.
Hoje é Primavera, estação das flores . Acordei cedo , tenho 80 anos . Como é lindo as borboletas livres no jardim da minha casa . Ana Luiza sem a bicicleta continua sentindo o vento, Pedro longe das vozes,agora livre do tormento, Carla , Mateus, Rodrigo, Rosali, Vera e o Pastor Martins, agora eles cantam louvores livres sobre as flores.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Dia, acaba não .



Dia,acaba não ...
Eu começo essa crônica da seguinte maneira. O que seria do homem sem a arte? Daí eu mesmo respondo, sem ela não somos nada, seriamos cidadões comuns. A arte é que nos diferencia deste mundo rotineiro e comum cheio de preocupações. Emprego, dinheiro ,casa ,conta pra pagar.
''Onde estiver dois ou três em meu nome eu estarei presente''. Essa frase é bem popular dita pelo artista mas famoso que já caminhou sobre a terra. Isso foi só para ilustrar um pensamento, eu não vou escrever sobre Jesus Cristo, mas sim da arte. Especificamente, de um amor de um homem pelo seu violão. Começo assim, com outra frase bastante batida:... o artista vai onde o povo está, só que não havia povo, apenas uns gatos pingados, três pessoas pra dizer a verdade. Quando eu cheguei a casa do senhor Adilson ontem e vi o seu violão, logo pensei ... vai começar a chatice. Quem nunca foi a uma festa em Brasília com muita bebida e um violão? Sempre tem aquele chato metido a tocar. Daí logo ele pega o violão e começa a arranhar uma melodia, algo tipo Legião Urbana, pais e filhos, continuando ... festa cheia de pessoas bêbadas desafinadas. Logo você pensa ,eu vou embora e vai mesmo. Mas pelo incrível que pareca ontem foi diferente. Pense comigo numa morena bem vistosa aquela dos sonhos de qualquer marmanjo, com curvas bem delicadas, essa morena era apenas seu violão o cara simplesmente a despiu numa categoria incrível, viajou por suas curvas tirando notas e notas musicais tocando e tocando sem parar com um amor enorme. Algo que faria qualquer Baden Power rolar no túmulo e Caetano e Gil ficarem com cara de bobo. Pois e fui testemunha de um amor de um homem comum por seu violão e pela música. Foi talvez o dia mas longo da minha vida e o mas prazeroso do qual queria que fosse eterno.
Obrigado Adilson !

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Crônica de um brasileiro desesperado II



Impunidade

Está escultando Coronel? Eles chegaram, já estão deitados na pracinha em baixo do coreto, todo mês antes do natal é a mesma coisa. Que pouca vergonha!
O Senhor tem que tomar providencias, eles são sujos, transmitem doenças. Brasília é um patrimônio histórico não pode ser invadida desta maneira por estes vândalos bêbados .Vamos Coronel ,tome uma atitude mostre pra eles quem é que manda ...
O que devo fazer?
Se imponha e honre sua farda, restabeleça a lei e não adianta chamar a policia militar esses despreparados não vão poder agir são apenas cães do governo.
Mas não posso fazer isso por contra própria, está na constituição, eles tem o direito de ir e vir ,
Vai me dizer que agora acredita num monte de papel escrito por homens que nunca honraram este país ?São apenas linhas escritas um monte de blá blá blá, ninguém vai ligar se o senhor chegar lá, estará apenas defendendo sua cidade, seus vizinhos esperam isso de você. Tem escolas aqui no bairro, já pensou se eles resolvem ficar? Aí meu querido, estará implantado a anarquia geral, você não quer que nada de ruim aconteça aos seus netos, certo ?
Não, claro que não
Vamos, honre sua farda. Vê se pára de suar frio, isso não é bom.
Por um momento a conversa é interrompida ....
Venha deitar Mauro já é tarde o que faz ai no escuro? Já é a terceira vez que te pego falando sozinho...
Não de ouvidos a sua esposa, mulheres, ahh ! Em quanto elas dormem estamos aqui acordados tentando achar uma maneira de protege- las.
Vai dormir Maria , vê se me deixa .
Isso! gostei, agora vista sua farda Coronel o dever lhe chama. Olha o que eu trouxe para o Senhor, seu revólver, já faz tempo que não o usa.Lembra da ditadura, como era as coisas neste país?
Mulher vou dar uma volta, preciso esfriar minha cabeça ...
Mas uma noite de céu estrelado em Brasília. Vento frio, alguns porteiros dormindo outros distraídos, ninguém sabe ninguém viu , poucos carros nas ruas , silêncio moribundo, de-repente cinco tiros... lá vai a impunidade correndo pelos belos cartões postais da capital federal ....

homenagem a todos que morreram injustamente, nas ruas do distrito federal e entorno.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Crônica de um brasileiro desesperado.



o carteiro e o papelão...
Fui carteiro por muitos anos,conheço cada palmo de chão desta cidade, um dia caminhei por ruas satisfeito entregando correspondências de casa em casa ..gritava ele..
Não , não e um maluco que vos fala ,ei senhor porque me olha com desprezo . Apontou para um homem que passava.. logo aquele homem parou..
Então ele continuou...derrepente veio a greve . aderi junto com meus companheiros, fui mandado embora ..não chame a policia, sou apenas um velho cidadão gritando a plenos pulmões em prol de direitos, bom eu achei que tinha... um belo dia acordei sem eles, ironia do destino pronto estava sozinho,hoje sem sapatos casa ou carinho. meu senhor com jeito de doutor ate a mulher me largou .
Venho ate aqui pedir moedas para continuar a viver no meu papelão, amigo e total companheiro .. não acredita? Eu me chamo joão da silva ..um dia escrevi uma carta pro ministro das comunicações , sei lá , deve ter ido almoçar de barriga cheia não se liga pro problema de quem anceia ..não dê risadas muitos companheiros desistiram até de viver, sabe eu não vou morrer, você sabe porque? O papelão me aquece, Deus me protege, a esperança é meu lar ..
Me dê uma moeda meu senhor o dia já vai passar não sei se notou, mas a comida não pode faltar. Isso continua a me ignorar,a manha é você que pode estar no meu lugar ...
Gritou e gritou e o dia passou, com o dia passaram milhares de pessoas .. essa é a crônica de vários Joões que um dia se perderam nas ruas e grandes centros...........
 Camisa de Vênus - É Só o Fim

segunda-feira, 18 de maio de 2009

toda verdade é uma mentira.



Toda verdade é uma mentira ...
- Tenho que pegar o Juninho na escola, o garoto só tem dezoito anos.
- Papai eu estou em casa, faz um mês que não vou a escola,
Cala boca menino não responde seu pai.
O Juninho vai muito bem é nosso orgulho. Fuma bebe e só tira nota vermelha,continuando assim você vai ter que dar um carro novo pra ele ...
- Andei pensando... acho que vou dar é logo...
- Papai e mamãe eu amo vocês....
O menino sai da sala todo contente...
a conversa continua só que agora é outro assunto...
- Querida , a Carina vem jantar conosco amanhã, depois vá até o mercado traga duas caixas de cerveja e não esqueça de fritar o tira gosto .
- Claro amor, a Carina te ama... nunca vi amante mas dedicada,além do mas ela sustenta essa casa.
- Pois é, a vida anda difícil pra mim,tenho que dar a pensão dos três meninos ...
- Qual quer dia traga eles aqui, afinal são seus filhos...
Mudando o assunto ...
- Meu patrão vem na quarta feira trazer o cheque, pode gastar tudo com roupas, vá ao Shopping se divirta, sou um funcionário exemplar trabalho o mês inteiro para te dar boa vida.
- Querida já estava me esquecendo, tenho que lavar roupa o pobre do Juninho está sem nada pra vestir...
- Não esqueça, amanhã cedo quero essa casa arrumada, tem jogo na tv , o Palmeiras vai jogar com o Corinthians, algumas amigas vem assistir comigo. Por favor fique atento pois os pratinhos de amendoim não podem ficar vazios.
- Você sempre trazendo suas amigas pra dentro da minha casa, porque não vão para um boteco ?
- Pare de reclamar homem , não quero discutir...
Mudando de assunto...
- Esse mês a coisa tá dura, não vou ter que pagar água nem luz,andei fazendo as contas,temos que falar pro Juninho demorar mas no banho, essa família tá comendo pouco, temos que consumir mais e gastar bastante água, luz...
- Tem alguém tocando a campanhia ...
- Pode deixar querida, eu atendo. Amor olha quem está aqui, o Vitor !
Manda o rapaz entrar... Juninho seu namorado chegou!
Vamos garoto sente- se, quer um café ?
- Não senhora, só vim ver como o Junior estava,
- Ai, não aguentava mas jogar video game...
-Vamos amor dá uma voltinha, os meninos tem muito que conversa ...
- Eles não são lindos juntos? Parece dois pombinhos...
-Ande seus coroas, vão dando logo o fora daqui...
- Meu Deus como esse Vítor é educado !
Abriram a porta e saíram... Encontram seus vizinhos...
- Olá Senhor, e Senhora Valescos,tudo na santa paz ?
Tudo ótimo,respondeu Senhor Valescos....
Não querem entrar um pouco?
- Agora não dá , estamos indo ao cinema.
- O pobrezinho do Juninho está em casa com visitas ...
Essa juventude agora só quer saber de namorar em casa... Que filme vocês vão assistir ?
- Aquele clássico ganhador de cinco Oscar ... O massacre da serra elétrica.
-Esse filme é muito bom, principalmente quando em uma das partes o garoto entra com a serra cortando seus coleguinhas na sala de aula...
- Não conte o filme pra eles meu bem se não perde a graça ...
- Bom, o que posso dizer que é um ótimo filme. bem educativo ,faz bem ver aquele sangue todo...
- Mês passado eu fui ver o bebê de Rosemere conta a história de uma menina que engravidou aos treze anos... pois a família era católica e a igreja proibia a família de falar sobre preservativos .
- Mês que vem tem eleição ...
- Pois não é vizinho... Sei lá , tô meio desgostoso dessa politica...
- Porque homem ? Tem candidato novo com boas propostas ...
O C oringa mesmo é um bom candidato...
Não sei, dizem por aí que ele é revolucionário demais, gosta de pintar a cara e sair fazendo baderna pelas ruas...
- Então vota no Batman .
-Não, esse é um tremendo mascarado.
- Vamos querido, se não iremos chegar atrasados , vocês quando começa a falar de politica não quer parar ...
- Até mais então Senhor e Senhora Valescos .
- Até, bom filme pra vocês...
já na portaria do prédio encontram o zelador ...
- Bom dia seu chico!O que tem de bom?
Vai a merda os dois... não estou gostando nada desse entra e sai, toda hora tenho que ficar limpando ...
Vai querido dá uma mãozinha pra ele, temos duas horas ainda antes do filme começar.
Está bom ,vou ajudar .Onde está o esfregão ?
Tá alí no canto, vê se limpa direito... Enquanto você limpa vou dar um trato na patroa ... hehe.
Uma hora depois....
- Então seu Chico, ficou legal?
Tá ótimo, passa mas vezes aqui para me ajudar a limpar e traga sempre sua mulher...
- Esse seu Chico é um cara descente. Ah , se no brasil cada um ajuda-se uns aos outros não haveria tanta desigualdade ...
Em frente ao prédio...
- Amor roubaram nosso carro !
- Não liga pra isso, vamos até a boca ... Nessas horas o melhor a fazer é procurar o ladrão e prestar queixa .
- Querido, graças a Deus temos esses homens para nos proteger .
- Por isso que eu digo ao Juninho, estude para ser um bom bandido quando crescer ...
- Olha amor, um táxi !
- Não amor, prefiro ir de ônibus, os taxis essa hora estão lotados ...
- Mas ônibus cobram bandeira 1 e rodam a cidade toda.
- Tá bem vamos de taxi, custa mas barato...
A chegada até a boca...
- Gostaria de falar com o bandido titular ...
- Qual é o problema? O senhor bandido não está,
mas sou o seu assistente... ladrão Nogueira.
- Roubaram nosso carro.
B.O : - Qual a cor do carro ?
- Vermelho.
- Placa ?
- O t r 2763.
- Onde foi o furto?
- Em frente ao prédio .
- Que horas foi o ocorrido?
- 5: horas.
- Quem cuida da segurança?
- O zelador seu Chico.
- O que seu chico estava fazendo que não viu nenhum suspeito em frente ao prédio?
- Ele estava cuidado da minha mulher,enquanto eu limpava a portaria...
- Bom tudo já esta preenchido, vou passar isso para todas as viaturas da área ... não esquenta nossos vigaristas estão nas ruas, vamos encontrar rapidinho seu carro, não levará mas que vinte anos.
- Ta vendo amor , vão encontrar rapidinho, esses vigaristas são de elite...
-Tô menos preocupada ... vamos logo ao cinema ...

domingo, 10 de maio de 2009

A banana comeu o macaco.



A banana comeu o macaco
...zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz...
zzzzzzzzzzzz aqui é o comandante da apolo 66 chamando Houston, Houston pode responder ?
Zzzzzzzzzzzz pode falar presidente na escuta , olá Cortez, tudo tranquilo ai ?zzzzzzzzzzzzzzzzs
Zzzzzzzzzzzz senhor presidente, aqui está tudo tranquilo... tenho novidades , a banana comeu o macaco...
zzzzzzzzzzzz finalmente! Vamos filho transmita a novidade zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzz senhor, a estrutura deste planeta é cheia de areia, mas por baixo disto tudo tem campos senhor de petrólio foram encontrados rochas de ouro, muito ouro..zzzzzzzzzzzzzzzzs.
Zzzzzzzzzzzz eu sabia filho, tropas já estão voando...vamos arrastar essa riqueza até a terra zzzzzz zzzzzz
Zzzzzzzzzzzz mas senhor temos alguns problemas, os habitantes do lugar se recusam a trabalhar zzzzzzzzzzzzzzz
comandante Cortez use a forca... não podemos perder tempo,destrua o ninho Zzzzzzzzzzzz
mas senhor presidente, não podemos fazer isso é contra o tratado lembra? Temos normas de seguranças assinados pelo senhor e o chefe deles ...
que se dane o tratado, papés foram feitos para serem rasgados, somos do primeiro time filho..
tem mulheres e criancas aqui, não podemos começar uma guerra..
esculte agora o que eu vou te falar.... podemos comemorar o mundo que criamos, a maravilhosa tecnologia de ponta , não precisamos sair de casa árvores e nem animas a banana comeu o macaco filho temos robôs click um botão amigos máquinas programados para destruir, sem amor coisa de fraco sem deus que agora é passado concertamos tudo, temos dinheiro poder somos o primeiro time,chega de abraços e tapinhas nas costas de nossos inimigos jogaremos bombas aperte apenas um botão sorria tudo está apontado... agora escute o que eu digo obedeça em nome de nossa mãe pátria . A guerra espacial está apenas começando...
senhor e a opinião publica ?
Eles vão adorar, isso filho vende jornal...transmitiremos a o vivo para todos os lares da terra ...nenhum presidente na estoria mundial ouzou tanto como nós seremos os primeiros, o espaço é nosso..viva 2032 o ano da conquista a banana comeu
o macaco zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Tremboo... tempos difíceis.



Tremboo.. tempos difíceis
Quando cheguei a cidade das letras, me ensinaram apenas como embarcar no tremboo.
Agora onde isso vai me levar? Não tenho a menor ideia... tive que aprender tudo sozinho,senti muita dor,com ela aprendi a me defender ,as vezes tenho medo mas isso é um dos mecanismos mas usados por mim...não acredita? Pergunte pra mamãe em que lugar fica o hospício ....
Enquanto o tremboo segui nos trilhos vou pensando...
Lembro..me do primeiro rádio am, fm comprado pela minha irmã, tinha até onde colocar fita, agora o ovo com batatas fritas e arroz estavam mas deliciosos pois podíamos escultar Marcelo Ramos e seu almoço musical com o rei Roberto Carlos, era um programa que tinha na época de 87 ao meio dia, morávamos num barraco emprestado pelo marido da minha prima, o lugar se chamava telebrasília,uma das primeiras favelas do DF, localizado abaixo da L2 sul perto das embaixadas. Foram anos difíceis, principalmente para mim,na escola não me entendia com os outros alunos, muita briga,olho roxo e espancamentos, os professores me odiavam, o colégio que estudava era um verdadeiro lixão ,paredes rachadas ,falta de carteira e cadeira pra se sentar(416 sul). Não acredita ? Pergunte pra mamãe onde fui internado...
Logo no primeiro dia de aula tive que mudar de série ... da segunda para a primeira, era totalmente analfabeto, no Rio de Janeiro não aprendi nem a escrever meu nome,nunca gostei de estudar alí, todos achavam que eu era retardado , por isso matava muitas aulas e só bastava um desconhecido me chamar prometendo dois ovos cozidos destes de boteco mesmo. Passava meus dias jogando sinuca ou dominó em alguma esquina... Não acredita? Pergunte pra mamãe onde fui internado..
Mamãe era chamada todos os dias, chorava e chorava. O que escultava era :...''seu filho É maluco, não aprende nada''... Tive que fazer consulta psiquiatra, mudaram meu horário, daí passava as tardes preso montando quebra cabeça e jogando uma bolinha pro alto...
Eis que um dia a minha professora ganhou uma promoção e foi embora pra São Paulo, então as coisas começaram a mudar . A substituta chegou... Ela explicava a matéria e eu debochava fazendo a sala toda cair na gargalhada... Numa solução desesperada,ela pegou o moinho de chaves e tacou na minha cabeça que o sangue espirrou... Fui até pro Hospital... não sei, algo mudou, me transformei no melhor aluno da classe, toda prova que fazia e tirava um 10 ela corria até a direção e mostrava com entusiasmo ... Tá vendo ,ele não é retardado !
Claro que isso não durou muito. Já viram aqueles times pequenos de futebol que se destacam num ano e no outro vão parar na segunda divisão? Pois é, foi isso que aconteceu comigo.... Não acredita? Pergunte pra mamãe onde fica o hospício..
O passado é algo doloroso na minha vida, tem gente que gostaria de voltar a ser criança, eu nunca quis... meu pai por alguma razão se perdeu, pois bebia demais ás vezes sonho com ele chegando e abrindo o portão . Corria para abraçá-lo, logo em seguida ele dava um beijo na mamãe, é claro que isso nunca irá acontecer , pois nunca o vi na minha frente ... não sei qual o tom de sua voz, nunca senti seu cheiro, não escultei o som de seus passos .. Tem muita gente que diz que ele era muito parecido comigo, alguém me contou um dia que sua morte foi algo brutal ... sei que meu pai morreu praticamente com a minha idade ...
Não acredita? Pergunte pra mamãe onde fica o hospício que fui internado...

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Crianças e lágrimas.



Crianças e lagrimas...
Certa vez eu vinha com um amigo conversando dentro do seu carro .. .entre um papo legal e outro paramos num sinal ali no inicio da L2 sul ... de-repente escultamos dois toc no vidro lateral , era um garotinho vendedor de chocolates ,sua caixinha tinha um laço e era pendurada no pescoço ele nos ofereceu:.. tio quer comprar chocolate é apenas um real? Meu amigo respondeu que não queria , eu retruquei :.. pô meu, tu está com dinheiro porque não ajudou o menino? Ele sorriu e disse algo que nunca vou esquecer :...'' tenho cem reais'' .Nós estamos indo até a rodoviária buscar a Patricia , quantos sinais você acha que tem até lá? Eu respondi que não sabia ...então ele continuou :.. se eu for comprar chocolate desses meninos em cada sinal que paro , nunca iremos chegar e se chegarmos não iremos voltar, são muitas crianças nas ruas , as vezes é melhor fechar os olhos, cada um corre atraz do seu ... sou egoísta mesmo... Fiquei sem reação com aquelas palavras...Não acredita? Pergunte pra mamãe onde fui internado...
Um dia a vida me mandou um recado:...''certas amizades é melhor não ter ...''
As coisas depois da quele dia na L2 seguiram o curso normal, eu e meu amigo jogava no mesmo time, na segunda feira fui até a banca da esquina ,tinha que comprar o jornal pois tinha perdido o jogo do vascão no domingo, quando li, o vascão tinha perdido fiquei numa tristeza, mas tristeza maior foi quando abri as paginas policiais, lá estava estampado bem grande uma foto conhecida e logo abaixo os dizeres... ''aliciador de menor é preso na samambaia...cidade satélite de brasília ...'' Que historia em ? Comprar chocolates dos meninos não podia, aliciar meninas pode. Sei que ele está preso até hoje, nunca mas quis saber de certas amizades. Não acredita? Pergunte pra mamãe em que buraco fui jogado..
Quando criança, meu sonho era tão simples... quem nunca sonhou com uma casinha na árvore ?Mas como construir uma se eu não tinha árvore? E muito menos quintal... minha mãe morava de aluguel,vivi anos como cigano, macaco de galho em galho. Não acredita? Pergunte pra mamãe em que ala do hospício fui internado ... temos sonhos e sonhos que são difíceis de realizar, ontem eu vi na t v um garoto de 12 anos chorando pois está `a oito meses na fila do hospital esperando um trasplante de coração, isso perto de uma casinha na árvore fez meu sonho de infância se tornar algo supérfluo, mas meu sonho não é supérfluo, tudo é apenas lágrimas, não importa o modo como as derrama mas tudo é dor e criança sofre do mesmo jeito, sofre pelo sorvete que caiu no chão, sofre pois não gosta de tomar banho, sofre ao sentir a dor da fome, sofre porque ainda não entende o que é a vida... até Freud sofreu quando criança , aos 12 anos de idade ouviu de seu pai, uma história... ''um imbecil jogou meu chapel na rua e gritou:...fora da calçada judeu...'' Então Freud perguntou :- O que o senhor fez?O pai respondeu:- Bem, peguei meu chapel e sai... Freud ficou chocado com a reação do pai, ele era criança e não entendia o que é um ante-semita.. não acredita? Pergunte pra mamãe em que hospício fui internado..
Sonhos de infância geram lágrimas... Dois meninos correram na guerra desviado das bombas enviadas por um certo George W Bush na guerra do Iraque, enquanto corriam olhavam pra frente, lá estavam seus sonhos cada vez mas longe, e correram correram,um dia a guerra termina .Na boca restará apenas um gosto. Ele não será doce como um caramelo ou delicioso como sorvete, o gosto que restará será amargo... gosto de frustração. Não acredita? Pergunte pra mamãe em que hospício ela me internou.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Gerações e repetições



Gerações ...e repetições..
Querem saber porque eu resolvi embarcar neste tremboo ? pergunte pra mame ela irá te responder qual o nome do hospício que fui internado .
Talvez se eu não gostasse tanto de leite, ou poderia ter mandado aquela geladeira para algum ferro velho... daí quem sofreria as consequências seria o dono de lá ...mas tudo que sei é que não posso voltar , aliás ninguém pode. O passado são algumas luzes coloridas que ficaram atrás das suas costas, não acredita? Pergunte pra mamãe em qual hospício fui internado ... o passado é passado e pronto . Algo velho sem memória jogado no fundo de um baú enterrado na ilha do esquecimento. Se quer saber, isso não me incomoda . Quem hoje em dia se interessa por kal marx , Plínio marcos ?Estão esquecendo até Nelson rodrigues, gerações virão... sabe aquela cova profunda cavada por milhões de mãos, enterraram tudo depois pisaram pra ter a certeza de que não volta mais , esses homens eram importante enquanto estavam caminhando na terra , não depois de jogados em baixo dela , posso até estar sendo cruel mas é a pura verdade o resto são apenas livros e livros de historia , tudo muda eu também mudei . tudo se vai eu também irei .. não acredita? Pergunte pra mamãe em qual lugar fui internado..
Uma vez eu fui até um show na 913(teatro garagem) , e o apresentador nos intervalos de uma banda e outra fazia perguntas a plateia e em todas o amigo ao meu lado me catucava .Essa você sabe! me assustei quando ele fez a seguinte pergunta ... qual a banda que satirizava os Beatles ? Pensei... não quero saber , odeio quem sabe . detesto Paul McCartney , John Lennon . Sabe porque me veio isso na cabeça? Eu não vivi os anos 60 era a ápoca dos caras e isso não me interessava , mas eu sabia responder, meu amigo me implorou para que eu fosse até lá, pois ele queria o tal boné com cd , me senti na obrigação de salvar a noite pois o pobre do apresentador estava ficando sem graça , então me levantei e fui , respondi que era os The Monkees , não que isso me fizesse mas inteligente que os outros apenas mostrei uma geração que não quer saber da outra . Não acredita? Pergunte pra mamãe em que rua fica o hospício...
O mundo não começou quando eu nasci, todas as cancões já foram feitas ,livros foram escritos versos e versos recitados ,rimas e rimas . Até o gol do Pelé foi feito milhares de vezes , tudo é a copia da copia o tal suco de limão, espreme e espreme não tem gosto algum é água pura, e tem gente se achando mas que os outros .Você se acha inteligente? Não me faça vomitar , os pensadores já saíram de suas salas com tudo pronto o resto é macacos tentando descobri o fogo, mas até isso já foi inventado. Não acredita? Pergunte pra mamãe onde fica o rabo da fila do hospício ...
Como disse Sérgio Mota : pra que seve mesmo a musica? como cantou Raul seixas : olha os livros na minha estante eles nada dizem de importante servem apenas pra quem não sabe ler . Tá vendo? olha eu repetindo o que já foi dito... não acredita? Pergunte pra mamãe em que lugar fui jogado..
Até a mamãe repetia sempre as mesmas palavras , menino não faça isso, menino não suba ai, menino estude. Tá vendo aquele burro puxando aquele homem na carroça? Quando eu era apenas macaquinho dando os meus primeiros pulos ela vivia a fazer aquelas festas horríveis com heróis de plástico defensores do sistema , mas ela não percebia, minha fantasia era outra . Aquela bem branquinha apertada , então ela enchia a parede de balões coloridos eu sempre queria alguns pretos mas mamãe sempre me dizia que era a cor do diabo, os convidados eram sempre os mesmos, primos o filho do vizinho... a tia Amelia ela sempre vinha com aquela frase repetida feliz aniversário sobrinho querido! Aí eu me tremia todo e pensava: lá vem! Nossa, como você cresceu ! Não acredita? Pergunte pra mamãe em qual hospício fui internado....

sábado, 18 de abril de 2009

Sujos e Cúmplices.


Sujos e Cúmplices

Enquanto o jantar acontece ...
O marido Raimundo Nonato , um ser maltrapilho digno de pena. Culpa a esposa e os filhos por sua vida miserável.
-Toda noite macarrão engrolado, feijão mal cozido com cabeça de peixe. Não aguento comer esse lixo de comida!
A esposa Geralda de Jesus mulher submissa ao marido sempre fingindo não enchergar o que acontece dentro de casa.
-Lavo roupa pra fora todo dia para colocar comida na mesa e tú chama de lixo? Agradeça a Deus por ter esse lixo pra comer.

O marido...
-Está me afrontando muié ? Sempre jogando na minha cara que sou vagabundo.
A filha adolescente grávida de seis meses, seu nome Zildete. Uma garota amável e romântica que está sempre defendendo a mãe e seu irmão menor.
-A mãe tem razão, tú não faz nada na vida , só sabe reclamar.

O pai...
-Hora, hora quem está falando, a ''santa pureza grávida'' só aquetou depois que emprenhou,antes vivia se esfregando com tudo que foi macho desta cidade.
A mãe...
-Pelo o amor de Deus ! Será que não se pode ter um momento de paz nesta casa ? Respeite pelo menos a hora da comida.
A filha...
-É esse desgraçado maldito, fica com essa cara lambida. Todos sabem o que acontece aqui ? Desde os onze anos que sofro abus...
A mãe grita interrompendo-a
-Cala a boca Zildinha !!! não diga besteiras , homem por favor vamos comer em paz.
O marido continua...
Falo e falo da maneira que eu quizer, sou o pai e essa garota me deve respeito.
Depois de falar e falar entre uma colherada e outra ele finalmente cala a boca.
Pensamentos ...

O marido.
Um dia me mando desse inferno!
Comia ele feito um porco numa ferozidade incrível, como se na vida nunca tinha visto comida . E o macarrão escorrendo no canto da boca.
A esposa.
Não aguento ver este traste comendo.
A filha.
Quando esse menino nascer eu vou dar ele e me mandar.
A mãe quebra o silêncio.
Menino ,está derramando comida na mesa e no chão ! Parece passarinho.
O filho.
Seu nome Antônio apelidado de Toinho, vive no meio daquele bate boca sem entender nada.
A mãe.
-Ande Toinho, vai pegar água pro seu pai.
Então a criança se levantou sem reclamar , caminhou até o filtro e enquanto colocava água no copo se lembra do natal que vai chegar, teve a infeliz idéia de comentar.
-Mamãe, a senhora se lembra da bicicleta que ia pedir pro papai noel?
A mãe já nervosa disconta sua raiva na criança.
-Rara menino, que coisa ! Isso é hora de falar de bicicreta? Monta num jumento e sai pedalando.
A filha se mete.
Poxa mãe, o Toinho não tem culpa desta sua vida ao lado do pai. Vem aqui Toinho, não fique triste pode deixar que eu peço pro papai noel.
O marido.
Anda muié, pega meu tabaco. Já terminei de comer.
Arrotou e bateu na barriga.
A esposa.
Já tô indo homi.
A filha provoca.
Vai começar a nojeira.
O pai.
É melhor tú sumir da minha frente.
O filho.
Ainda se lembrava das palavras da mãe e pensava ''Será que o papai noel vai trazer um jumento com rodas?''
O marido e pai.
Começou a mastigar aquele tabaco e quando sugava o caldo preto cuspia no chão provocando uma reação na esposa.
A esposa.
Não cuspa no chão homi ! Essa casa só fede a tabaco seco. Deixa que eu pego a lixeira pra você.
O marido responde a esposa.
Você chama esse padieiro de casa? Hora faça o favor, fede porque tú criou essa garota pra ser uma vagabunda , passa o dia na rua fazendo o que? Isso quando não está trancada no quarto, não pega uma vassoura pra varrer. Estou de saco cheio de ver ela acordar sempre na hora de comer.
A filha responde ao pai.
Porque você não me deixa em paz ? Acorda tarde e passa o dia na rua para não ter que olhar para sua cara safada quando a mamãe não está. Seu velho miserável.
A mãe grita com a filha.
Não fale dessa maneira com seu pai !!!
Enquanto todos discutiam...
Toinho não parava de sonhar ,já se via no parque com seu jumento com rodas, e via todos os seus coleguinhas babando. '' uau ! Isso que é bicicleta''.

A mãe.
Toinho , Toinho acorda menino e vai olhar quem está batendo na porta.
Ele despertou e foi.

O filho.
Mamãe , é o açougueiro!
A mãe.
Mande ele entrar.
O açougueiro.
Seu nome Vicente, um homem robusto de bigode na cara.
Boa noite senhora ! Então onde coloco essa carne?
A garota.
Desculpe, mas acho que errou de endereço.
A mãe.
É , realmente não pedimos pra trazer nada.
O pai.
Cala boca suas palermas . Ganhei essa peça de carne no jogo de purrinha.
A esposa toda alegre.
Vamos moço, coloque aqui perto da pia.
A garota de repente desperta para o amor, a boca seca , as pernas tremem , o coração dispara , todos os sininhos do mundo tocam. Ela não parava de olhar e sonhar com aqueles braços fortes, então suspirou ... ''esse homem é meu príncipe encantado e veio para me salvar ''
A mãe.
Zildinha, Zildinha pega um pouco de café pro moço.
O açougueiro num abrir e fechar de olhos repara nela.
Nossa ! Tú é tão menina , já está grávida . Posso colocar as mãos na barriga ?
Sorridente ele diz:
Nossa , tá mexendo !

O pai grita.
Não converse com essa vagabunda ! Andou por aí e apareceu de bucho cheio.
A mãe.
Rara homi, não fale deste jeito na frente do moço, o que o rapaz vai pensar de nós?
O açougueiro.
Tú devia ter respeito de se referir a sua filha desta maneira.

O marido grita.
Eu me refiro a essa garota da maneira que eu quizer . Ponha-se pra fora da minha casa agora !
A filha.
Não vai ! Esse bode velho não manda nada aqui.
O pai.
Cala a boca sua vagabunda !
Então levanta a mão para a filha.
O açougueiro.
Não acredito que vai bater na sua filha, ela está grávida.
Então ele entra na frente da menina segurando no braço do pai e o jogando no chão.

A mãe.
Quem você pensa que é pra bater assim no meu marido ? Ele pode ser um traste mais é o meu homi.
O pai.
Me larga muié, não preciso que me defenda. Se quer ficar tanto com essa vagabunda... Vamos, leve ela pra viver contigo. Agora saia os dois da minha casa.
O açougueiro.
Não tenho muita coisa mas posso sustentar você e seu filho que vai nascer. Vamos , esse ambiente não é bom pra criar uma criança.
A filha ,esposa e quase mãe gritou.
Sim, sim !

sexta-feira, 17 de abril de 2009

A geladeira



A geladeira


Meu relógio marcava sete e quarenta e cinco numa segunda feira 15 de novembro acabara de chegar do trabalho, abri a porta de casa e entrei, joguei as chaves sobre a mesinha da sala fui ate a geladeira então logo que abri tive uma surpresa... a porra do leite tinha acabado fiquei com muita raiva comecei a chingar .....de- repente uma voz suou la de dentro .........seu tempo aqui acabou ali começava meu drama fui sugado para o mundo da imaginação; não acredita? Pergunte a mamãe onde ela me internou ... fui sugado para o mundo das letras e nunca mas voltei .....
Não acredita? Pergunta pra mamãe onde ela me internou.
Noite de vento frio na cidade das letras vejo ratos cruzando meu caminho, tudo aqui fede lixeiras abertas e mendigos dormindo nas calcadas escuto barulhos de carros e bares abertos penso....essa porra e como la não muda nada .
Rasteiro e lento e o meu caminhar , atravesso a rua passo perto de uma igrejinha tem muitos fieis rezando penso.....e sempre a mesma enganação pois miséria tem de sobra ,
viro a esquina entro num beco escuro não tem ninguém do outro lado um casal namorando tiro um cigarro do bolso e fumando penso.. novamente .... isso ainda vai me matar se e que já não estou morto porra maior neurose.
Cheguei a estação desci a escadinha para pegar o trem ........ estou com sorte não demorou a chegar entrei e sentei esta vazio tem uma senhora fazendo bordado dois homens conversando um deficiente se arrastando em cima de um skat ninguém pode imaginar como me sinto em relação a isso esse mundo das letras é muito engraçado não tem nada de diferente do outro e sempre a mesma merda. Não acredita? Pergunte a mamãe onde ela me internou . Todos os dias me faço a mesma pergunta:- Onde estou? Quem sou eu? A mamãe nunca jamais me respondeu. Acho que sou aquela casa velha de paredes rachadas da rua da solidão que fica na esquina das saudades perto bairro da tristeza. Quando eu era garoto admirava os mais velhos ouvia sempre suas estorias, um dia ouvir dizer que antes de morrer veria minha vida passar toda na minha frente seria como um fleche imaginei e me perguntei? Oque eu teria pra ver ?ódio que tinha de estudar ir a escola era como morrer detestava a arrogância dos professores sempre agiam como se soubessem de tudo. Mao sabe eles que na vida aprendemos todos os dias
seria legal ver meus amigos novamente. garotas há as garotas que tiravam meu sono e sossego seria ate engraçado ver essa porra novamente..
estou deprimido esta noite enquanto este monte de ferro velho segui nos trilhos
lembro..me do domingo mas triste da minha vida ... meu irmão morreu nele..tem 10 anos isso sei que pra muitos isso não interessa meu irmão morreu de câncer incrível como essas coisas atinge a gente , eramos seis ele era o mas novo. Quieto e tranquilo vivia sua vidinha normal escola musica passava seus dias dentro de casa .. der repente báfiti ... o câncer apareceu durou apenas três
meses lembro..me da noite que ele foi embora eu estava numa festa caipira e todos ao meu redor dançavam quando o silencio tomou conta de mim e no lugar do colorido da quadrilha todos tomaram a forma de caveira as roupas ficaram pretas um circulo rodando em câmera lenta . E a lagrima caiu do meu rosto no mesmo instante pensei.. meu irmão foi embora .. não acredita? Pergunte a mamãe, ela vai te responder em que hospício ela me internou.....
agora estou aqui sentado neste banco frio com estes personagens sem textos e rostos ... lembro do sonho que tivera na noite passada era algo perturbador.. eu estava num caminho. Neste caminho não avia volta caminhando me encontrei perdido procurava algo que explicasse minha existência bastarda e gritei bem alto ...tem algum ai? Logo adiante avistei uma pedra , sentado nesta pedra um velho ancião seu rosto era a própria desgraça seu nome Zaratustra peguntei?com minha voz groseira oque faz parado no meu caminho seu velho imundo?e Zaratustra respondeu... estou aqui seculos e seculos e tu me faz a mesma pergunta primeiro passou deus depois veio o tempo e com ele o lamento e o arrependimento verões outonos e invernos as folhas coiram de suas arvores a terra secou
o homem se foi depois voltou .....ande passe logo daqui a pouco vai me amolar com suas perguntas imbecis já estou vendo você vindo atrais de você mesmo esse eterno retorno me cansa as vezes ande suma da minha frente criatura bizarra
Não acredita? Pergunte a mamãe em que lugar ela me internou..
Vou consumir me consumindo ate sumir . Virar a pagina desta vida girar o botão mudando essa velha estacão os filmes da tv não me interessam cobiça e pretensão consomem pensamentos as esquinas e becos escuros abismo profundo carcere dos habitantes moribundos tem lugares em mim que eu não conheço nunca habitou o existir vejo a velha locomotiva estacionada no tempo com seus passageiros perdidos submetendo..se aos piores castigos talvez por estarem sempre apaixonados..
Eu conheço seus defeitos, eu conheço suas historias; eu conheço seu cinismo sua pose de artista num palco velho encenando uma comedia de um canastrão falso e sem a menor graça repetindo sempre a mesma piada tão velha e por muitos já contada sou assombrado por mil fantasmas do passado não acredita?
Pergunta a mamãe em que buraco fui internado...................

quinta-feira, 16 de abril de 2009


Não sei não,mas deve acontecer com todos ou pelo menos com alguns. De-repente uma coisa qualquer, uma lembrança, um livro, um espelho, um sonho, e damos uma virada na vida, mudamos de rumo.
Pode ser até que dobremos a esquina errada e nunca mais chegaremos onde pretendíamos ir .
(Carlos Heitor Cony)
Eddy Fantasia.